As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

ICMBio - http://www.icmbio.gov.br/
05/11/2013
Resex de Soure inicia o fortalecimento comunitario

A Reserva Extrativista (Resex) Marinha de Soure acaba de iniciar o Projeto Jovens como Protagonistas do Fortalecimento Comunitário, elaborado no âmbito do I Ciclo de Capacitação em Gestão Participativa do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), tendo sido implementado inicialmente pelas equipes da Floresta Nacional de Tefé e das reservas extrativistas do Baixo Juruá e do Rio Jutaí.

Na Reserva Extrativista de Soure, o pontapé inicial foi dado em outubro, na comunidade do Céu. O primeiro módulo do projeto Jovens Protagonistas de Soure foi realizado com a participação de cerca de 100 pessoas entre jovens e lideranças comunitárias, representantes das demais reservas marinhas do Pará, entre elas Maracanã, Tracuateua, Araí-Iperóba e Mãe-Grande Curuçá, técnicos do ICMBio e da Secretaria Estadual de Pesca e Aquicutura, além de colaboradores externos e um consultor contratado.

Esse primeiro momento consistiu na apresentação metodológica e construção participativa da proposta do projeto para a Reserva Extrativista de Soure. Além disso, o contexto da questão ambiental no Brasil foi debatido de forma inicial através da realização de uma apresentação dialogada com fotografias e exibição com debate do filme "Ilha das Flores". Também foi discutido o papel do protagonismo juvenil no enfrentamento dos desafios sociambientais.

O projeto Jovens Protagonistas da Resex Marinha de Soure foi desenhado a partir do planejamento de dez módulos. Além disso, a própria composição do grupo foi discutida com o coletivo, que demandou o envolvimento de jovens beneficiários da unidade de conservação (UC) e que residem nos bairros do município, definindo as associações locais como ponto de partida para identificação de potenciais integrantes.

Segundo a analista ambiental da reserva extrativista, Gabriella Calixto, esse primeiro encontro foi importante para aproximação com um publico inicialmente desconhecido, mas fundamental para o fortalecimento da gestão participativa da UC. "Pudemos ver que existe interesse dos jovens em se aproximarem do movimento e que existem demandas próprias deles. A juventude não está na inércia, só precisa encontrar seu caminho, espaço e formas de expressão. Sem dúvidas os módulos do projeto consistirão numa grande jornada coletiva de auto-descoberta e exercício de gestão participativa," finalizou Gabriella.

Sobre o projeto

O Projeto Jovens como Protagonistas do Fortalecimento Comunitário visa o empoderamento dos jovens participantes e a promoção da ação protagonista, partindo do pressuposto de que o entendimento do contexto em que os moradores das unidades de conservação estão inseridos, o acesso a informações históricas e técnicas sobre as áreas protegidas e a consciência da importância da organização comunitária, são base para a emancipação e inclusão social.

Uma de suas metas é, portanto, propiciar maior participação dos moradores das UC através do envolvimento dos jovens com as questões comunitárias e de gestão das unidades, fortalecendo as suas entidades representativas através da apropriação e do desenvolvimento de um sentimento de pertencimento.

Após o reconhecimento do sucesso do projeto na região do Médio rio Solimões, outras unidades iniciaram a implementação da proposta, que tem sua versão local construída pelos próprios jovens participantes, promovendo o exercício do protagonismo desde a sua concepção.

O projeto se baseia na realização de Encontros de Jovens com temáticas e oficinas lúdicas específicas e definidas pelo grupo participante. As oficinas de arte-educação são fundamentais para o alcance dos resultados pretendidos pelo projeto, apoiando no sentido de dar um novo significado ao conteúdo teórico, facilitando o seu processo cognitivo e estimulando o interesse do grupo pelo projeto. As ações são desenvolvidas com o apoio da Diretoria de Ações Socioambientais e Consolidação Territorial (DISAT/ICMBio), através da Coordenação de Educação Ambiental e Capacitação Externa (COEDU/ICMBio) e do projeto Manguezais do Brasil (GEF Mangue).

http://www.icmbio.gov.br/portal/comunicacao/noticias/20-geral/4458-resex...