As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

((o))eco - http://www.oeco.org.br/
26/08/2015
Projeto quer extinguir Reserva Biologica Nascentes da Serra do Cachimbo

Cerca de 200 famílias vivem dentro da Reserva Biológica Nascentes da Serra do Cachimbo, no sul do Pará. A categoria reserva biológica ou Rebio é uma das mais restritivas e não admite a presença de propriedades privadas dentro de sua área. Pela lei, quando uma Rebio é criada, os moradores locais devem ser desapropriados e indenizados. Mas um projeto do senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) pretende reclassificar esta unidade conservação, com a intenção de liberar a permanência dos seus moradores.

A ideia é transformar parte dos 342 mil hectares da Rebio em Parque Nacional e a outra em Área de Proteção Ambiental (APA). A divisão seria assim: 47% da unidade (cerca de 162 mil hectares) virariam o Parque Nacional Nascentes da Serra do Cachimbo, localizado entre os municípios paraenses de Altamira e Novo Progresso. Os 178 mil hectares restantes se tornariam a APA Vale do XV, categoria que permite moradias, onde hoje vivem 200 famílias de produtores rurais que se dedicam à pecuária e à produção comercial de arroz, banana, abacaxi e café.

"Reserva biológica é a mais rigorosa área de proteção que existe, você não pode tocar em nada. O projeto prevê um parque nacional e uma área de proteção ambiental para que se possa explorar o turismo, pois é uma região rica para o turismo. O projeto não prevê abrir a área para utilização de forma desenfreada", afirma Flexa Ribeiro.

Senado

O projeto tramita atualmente na Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) do Senado. Durante reunião nessa terça-feira (25), os senadores Jorge Viana (PT-AC), Paulo Rocha (PT-PA) e Valdir Raupp (PMDB-RO) criticaram a proposta, e a votação acabou adiada.

Para Jorge Viana, a proposta coloca em risco a proteção de nascentes que abastecem o rio Xingu e o Tapajós. "Temos que buscar o entendimento para resolver o problema dessas ocupações. A melhor solução é o entendimento, para darmos uma ocupação mais adequada por meio dos projetos de desenvolvimento sustentável", disse.

Valdir Raupp chamou a atenção para o fato que existem muitos parques na região amazônica, mas quase nenhuma reserva biológica, que é "sempre mais protegida". "Não teria necessidade de criar mais um parque para visitação".

O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) liderou um pedido de vista coletivo
, recurso usado para adiar uma votação. O projeto deve voltar à pauta da comissão na próxima reunião deliberativa.

*Com informações da Agência Senado.

http://www.oeco.org.br/noticias/projeto-quer-extinguir-reserva-biologica...