As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

Instituto Natureza do Tocantins - http://naturatins.to.gov.br/
01/04/2013
Pesquisadora inicia estudos de arte rupestre no Parque do Lajeado

Na tarde desta segunda-feira, 01, a pesquisadora Ariana Silva Braga da Universidade de Trás-os-Montes e Universidade Alto Douro de Portugal apresentou ao chefe de gabinete do Instituto Natureza do Tocantins - Naturatins, Rômulo Mascarenhas Jacome, um projeto de pesquisa denominado "Paisagens e Técnicas Distintas, Motivos Semelhante. A dispersão da Arte-Rupestre no Médio Vale do Rio Tocantins".

Este projeto visa identificar o tipo de inscrições e gravuras rupestres pré-históricas e demais sítios arqueológicos situados próximos ao Ribeirão Lajeado e Rio Tocantins na região do Parque do Lajeado.

A pesquisadora Ariana Silva Braga relatou que o processo de catalogação dos sítios iniciou na década de 70 com outros pesquisadores e que existe hoje um projeto global no Brasil para identificar a tipologia desta arte-rupestre e com isso poder mapear a migração dos povos pré-históricos no território brasileiro.

Para Rômulo, esse tipo de pesquisa é de grande importância porque traz tanto para o Instituto quanto para o Parque um conhecimento aprofundado da quantidade dos sítios arqueológicos existentes no entorno e interior da Unidade de Conservação, sendo que esses estudos poderão contribuir com ideias de como preservar essa arte tão especial.

Os estudos da arte-rupestre de Ariana terão duração de dois anos e os trabalhos de campo já terão início na segunda semana de abril, e seus resultados serão apresentados após um ano do término do período, em 2016, quando a pesquisadora apresentará sua tese de Doutorado, em Portugal.

http://naturatins.to.gov.br/noticia/2013/4/1/pesquisadora-inicia-estudos...