As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

Instituto Natureza do Tocantins - http://naturatins.to.gov.br/
04/02/2016
Naturatins reforca normas de protecao do pato-mergulhao

Visando reforçar a conservação e a proteção do pato-mergulhão (Mergus octosetaceus), que se encontra em perigo de extinção e ocorre na região do Parque Estadual do Jalapão (PEJ), o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) publicou portaria em 2016 estabelecendo novas normas para prática de atividades, ao longo do Rio Novo, que apresentem ameaças ao período reprodutivo da espécie. Estima-se que no Brasil existam atualmente menos de 250 indivíduos sobrevivendo na natureza, sendo 14 deles encontrados no Tocantins.

Atividades que façam uso de instrumentos como botes infláveis (rafting), bóiacross, caiaques, pranchas e similares estão vedadas, de acordo com a nova portaria, no trecho da Cachoeira da Velha até os limites da Estação Ecológica Serra Geral do Tocantins, durante parte da estação reprodutiva da espécie, no período de agosto a setembro. Nos demais meses do ano as atividades são permitidas com autorização do Naturatins.

A portaria também determinou que acampamentos ao longo do Rio Novo nos meses de junho a setembro também devem ser autorizados pelo Naturatins e o uso de embarcações a motor é proibido em qualquer época do ano.

Tais normas foram estabelecidas devido ao atual status em que a espécie encontra-se, principalmente por apresentar baixo número populacional no Tocantins. Desta forma, o Naturatins considerou a necessidade de conter as atividades turísticas que possam atrapalhar a reprodução das aves, assim como prejudicar a sobrevivência dos filhotes, que nascem no Jalapão a partir da segunda quinzena de julho.

Pato-mergulhão

Espécie que ocorre somente no Brasil, nos estados de Minas Gerais (região da Serra da Canastra e em Patrocínio), Goiás (Chapada dos Veadeiros) e No Tocantins (região do Jalapão). Em recente atualização da Lista Vermelha de Espécies da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção, elaborada e publicada em 2014 pelo Ministério do Meio Ambiente, o pato-mergulhão foi avaliado como criticamente em perigo de extinção. Já são confirmados 12 indivíduos sendo criados em cativeiro, que serão futuramente utilizados no programa de reintrodução na natureza.

http://naturatins.to.gov.br/noticia/2016/2/4/naturatins-reforca-normas-d...