As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

Agencia de Noticias/AC - www.agencia.ac.gov.br
15/05/2010
Japiim, o portal da biodiversidade

E se o Parque Nacional da Serra do Divisor é o maior centro de biodiversidade do planeta, a Área de Relevante Interesse Ecológico Japiim-Pentecoste, em Mâncio Lima, é seu portal. Essa unidade de conservação possui cerca de 25 mil hectares e compreende uma extensão de várzea incorporada aos rios Japiim e Moa - e é de uma beleza cênica que enche os olhos de qualquer um, por mais acostumados que esteja. "É bonito demais", suspirou o vice-prefeito de Mâncio Lima, Eriton Maia de Macedo, o experiente professor que se criou pescando, passeando e ouvindo histórias pelo rio Japiim.

A criação dessa ARIE, apontada como prioritária na fase 1 do Zoneamento Ecológico-Econômico do Acre, consolida o corredor ecológico formado pelo PNSD e a Reserva de Desenvolvimento Sustentável São Salvador, além das terras indígenas Nukini, Naua e Poyanawa.

Os valores da reserva estão expressos em tudo, mas sua fauna, não há dúvida, é tão rica quanto a do Divisor. Estudos botânicos identificaram três espécies de orquídeas desconhecidas para a ciência. Também foram encontradas 41 espécies de peixes pertencentes a 33 gêneros e 17 famílias. Sobretudo, foi a própria população local que decidiu transformar a região em unidade de conservação para que houvesse preservação sem restrição da utilização dos recursos naturais de modo manejado e sustentável. O Japiim tem esse nome porque é um dos grandes abrigos do pássaro homônimo que constrói ninhos pendurados e sempre perto de casas de marimbondo. A flora é riquíssima, dominada por palmeiras, bromélias e orquídeas, mas há uma diversidade gigantesca de animais como macacos, capivaras, pacas e muito mais.

"O local serve como refúgio para os peixes que vem do Juruá e do Moa", relata o Jenildo Cavalcante, chefe da ARIE. Os objetivos de uma ARIE são manter os ecossistemas naturais de importância regional ou local e regular o uso admissível dessas áreas, de modo a compatibilizá-la com os objetivos de conservação da Natureza.

A ARIE Japiim-Pentecoste reduz os desmatamentos na região e mantêm os recursos naturais existentes, garantindo o peixe, o açaí e o buriti para 70% da população que utiliza desses recursos para subsistência.

Além de tudo, o governador do Acre, Binho Marques, incutiu um importante avanço ao decidir pela implantação de um orquidário no Japiim.

http://www.agencia.ac.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=1...