As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

ICMBio - www.icmbio.gov.br
10/03/2010
Governo anuncia licitacao de servicos de uso publico e turismo em 11 parques nacionais

O Ministério do Meio Ambiente, por meio do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, anunciou na quarta-feira (10), na sede do BNDES, no Rio, a licitação de serviços de uso público e ecoturismo em 11 parques nacionais. As oportunidades de negócios serão apresentadas a empresários do trade turístico nacional e à imprensa.

Serão terceirizadas atividades de hotelaria e comércio (hotéis, pousadas, camping, lojas de souvenir), gastronomia (restaurantes, lanchonetes) e de lazer (passeios de barco, observação de baleias, rafting, canionismo, trilhas, rapel, escalada, montanhismo, turismo de aventura...), além de serviços como bilhetagem e transporte de visitantes.

As concessões terão um prazo de dez anos. As empresas concessionadas deverão realizar investimentos totais da ordem de R$ 80 milhões para garantir a infraestrutura adequada à prestação dos serviços necessários à visitação nos parques.

As unidades incluídas nesse primeiro lote de licitação são os parques nacionais do Iguaçu (PR), Tijuca (RJ), Abrolhos (BA), Fernando de Noronha (PE), Restinga de Jurubatiba (RJ), Caparaó (ES), Serra dos Órgãos (RJ), Ubajara (CE), Sete Cidades (PI), Itatiaia (RJ) e Chapada dos Guimarães (MT).

A concessão de serviços de uso público nos parques nacionais faz parte do Programa Turismo nos Parques, uma parceria dos ministérios do Meio Ambiente e do Turismo. O modelo é aplicado em diversos países como Estados Unidos, Austrália, Costa Rica, África do Sul e Nova Zelândia, com significativo retorno para a estruturação das Unidades de Conservação e benefícios para os visitantes, que passam a contar com serviços de qualidade.