As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

ICMBio - http://www.icmbio.gov.br/
22/04/2016
Expedicao visita comunidades do rio Unini, no Amazonas

Região é protegida por parque e reserva extrativista do ICMBio

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) acaba de realizar expedição ao rio Unini, em Barcelos (AM), que é totalmente protegido pelo Parque Nacional (Parna) do Jaú e pela Reserva Extrativista (Resex) do Rio Unini, unidades de conservação (UCs) do ICMBio, e mais pela Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Amanã, do governo estadual. No local, vivem dez comunidades, reunindo em torno de 200 famílias.

A expedição, que terminou no dia 11 deste mês e durou 12 dias, teve a participação de servidores do ICMBio lotados no parque e na resex e recebeu o apoio do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa). O objetivo foi discutir com as comunidades temas como pesca, monitoramento de quelônios (animais com casco), incêndios florestais e formação de conselhos gestores (conselhos formados pelos vários segmentos da sociedade local para ajudar na administração das UCs).

Além disso, foram debatidos assuntos relativos ao Projeto Jovens Protagonistas, que busca incentivar o surgimento de novos líderes nas comunidades, e programas desenvolvidos por instituições parceiras, como a Associação dos Moradores do Rio Unini (Amoru), Fundação Vitória Amazônica (FVA) e Associação para Conservação da Vida Silvestre (WCS).

Durante as oficinas, foram desenhados mapas com o cenário dos incêndios florestais ao longo do rio Unini e as medidas que devam ser tomadas para minorar esse problema, além de serem avaliadas condutas com relação à pesca e medidas de proteção às tartarugas da Amazônia, vítimas da caça ilegal.

Paralelamente às reuniões, foram desenvolvidas atividades lúdicas com as crianças sobre os temas discutidos pelos adultos, por meio de desenhos, filmes e brincadeiras. "Percebemos o amadurecimento dos comunitários, que estão mais envolvidos com a gestão das UCs. Também foi bonito ver a participação dos jovens, que após dois anos participando do Projeto Jovens Protagonistas, já despontam como líderes", disse Josângela da Silva Jesus, analista ambiental do Parna do Jaú (AM).

http://www.icmbio.gov.br/portal/comunicacao/noticias/4-destaques/7855-ex...