As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

ICMBio - http://www.icmbio.gov.br/
21/08/2015
Escritoras lancam livros em Sete Cidades

Evento faz parte dos festejos de 54 anos do parque

As escritoras Anna Miranda e Márcia Evelin, do Grupo Cafundó de Contadores de História, lançam no dia 29 deste mês, no centro de visitantes do Parque Nacional de Sete Cidades, os livros "A tartaruga de Sete Cidades" e "O boi do Piauí".

O evento faz parte das atividades de comemoração dos 54 anos de aniversário do parque, que ocupa parte do município de Piracuruca, no Piauí, e é administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

A data de aniversário, na verdade, é 8 de junho, mas as comemorações foram transferidas para o final de agosto por coincidir com a realização do projeto de educação ambiental que envolve as escolas de ensino médio do entorno.

O projeto vai culminar com a abertura da exposição interativa sobre o parque, marcada para o dia 29. Na exposição, que ficará no Centro de Visitantes, as pessoas poderão ter acesso a dados sobre o parque, como extensão, biodiversidade e demais recursos ambientais preservados pela unidade de conservação.

"Além da exposição interativa sobre o parque, feita pelos alunos, vamos ganhar mais um presente com o evento de lançamento dos livros e a participação das autoras, que contarão histórias para a meninada", afirma Elizabeth Hulgado, chefe do parque.

O parque

Famosa pelas suas impressionantes formações rochosas, cujos processo erosivos teriam ocorrido há cerca de 190 milhões de anos, segundo os estudiosos, o Parque Nacional de Sete Cidades ocupa uma área de 6.221 hectares em Pirarucura, no norte do Piauí. Foi criado pelo decreto 50.744, de 8 de Junho de 1961, assinado pelo então presidente da República, Juscelino Kubitscheck.

A unidade de conservação dispõe de centro de visitantes onde o turista pode obter informações e contratar guias para acompanhar nos passeios, além de um hotel no centro do parque. O acesso é pago e pode ser feito diariamente das 8h às 17h00. Janeiro e julho são os meses de maior frequência, quando o parque chega a receber até 3 mil turistas. Dos pouco mais de 6 mil hectares, apenas 1.814 hectares são abertos à visitação.

http://www.icmbio.gov.br/portal/comunicacao/noticias/4-destaques/6945-es...