As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

Instituto Natureza do Tocantins - http://naturatins.to.gov.br/
15/06/2016
Encontro define acoes conjuntas para o parque Estadual do Jalapao

Com o propósito de discutir ações relativas ao Parque Estadual do Jalapão (PEJ) e seu entorno, ocorreu nesta terça e quarta-feira, 14 e 15, no auditório da sede do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), mais uma reunião ordinária do Conselho Consultivo do Parque Estadual do Jalapão (COPEJ). No encontro foram apresentados assuntos referentes ao Regimento Interno, a nova e atual composição do COPEJ, convite aos novos membros e a posse do novo Conselho. Também foi detalhado o resultado dos documentos encaminhados pelo COPEJ, além do Monitoramento do Plano de Ação.

Ao fim da reunião foi apresentado o Plano de Trabalho, que dentre os objetivos está a fomentação do ordenamento da atividade turística nos atrativos do Parque e seu entorno. Na oportunidade a presidente do COPEJ e supervisora do PEJ, Aline Vilarinho Aires, destacou ações que devem ser promovidas, a exemplo de encontros entre os proprietários de atrativos naturais, agências e operadoras de turismo e órgãos e instituições afins. "Acredito que devemos promover reuniões entre a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura (Seden), Naturatins e prefeitura de Mateiros, para realizarmos o alinhamento e estabelecer estratégias integradas com estas instituições", disse.

Para a conselheira do COPEJ e secretária de Meio Ambiente, Saneamento e Turismo de Mateiros, Ana Cláudia Batista, a participação da prefeitura de Mateiros no Conselho é de extrema importância, visto que é um instrumento de apoio à gestão municipal. "Conhecendo a realidade do Parque e seu entorno, é mais fácil para o COPEJ elaborar ações possíveis de acontecer. O Conselho tem um caráter consultivo, por isso os conselheiros devem juntar forças para apoiar a gestão e também cobrar as ações, porque depois seremos cobrados", destacou.

O Conselho Consultivo do Parque Estadual do Jalapão possui 32 membros entre titulares e suplentes. É constituído por representantes de empresas públicas, privadas e sociedade civil. A representante do Centro Universitário Luterano de Palmas (Ceulp/Ulbra), Conceição Previero, chama a atenção para a participação efetiva dos conselheiros. "Com uma participação mais constante, teremos um olhar mais diversificado nas questões ambientais. Hoje a gestão do Parque Estadual do Jalapão trabalha num movimento em prol de benefícios para o Parque, com a disseminação de ações com anuência do Naturatins e isso é muito importante, relata à conselheira.

Ainda como objetivos a gestão do PEJ busca contribuir para a efetividade dos Termos de Compromisso das comunidades residentes no Parque, com ênfase na redução das ocorrências de incêndios florestais. Conforme a presidente do COPEJ e supervisora do PEJ, Aline Vilarinho Aires, a sua gestão também pretende contribuir no processo de reconhecimento do Mosaico do Jalapão e no fortalecimento da gestão integrada das áreas protegidas da região.

Unidades de Conservação

Compõe o mosaico as estações ecológicas Serra Geral do Tocantins e do Rio Preto (Bahia); o parque Nacional Nascentes do Rio Parnaíba (Piauí); Parque Estadual do Jalapão (Tocantins); o Monumento Natural Canyons e Corredeiras do Rio Sono; a APA do Rio Preto, a APA Serra da Tabatinga, a APA do Jalapão e a Reserva Particular do patrimônio Natural Catedral do Jalapão.

O Mosaico reúne nove unidades de conservação, que juntas somam mais de 3 milhões de hectares, formando o maior bloco de unidades de áreas protegidas do bioma Cerrado. Deste modo, a proposta, amparada pelo Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC), é constituir um mosaico nessa região que abriga o maior conjunto de áreas protegidas no Cerrado e um dos maiores blocos de vegetação nativa remanescente.

http://naturatins.to.gov.br/noticia/2016/6/15/encontro-define-acoes-conj...