As notícias aqui publicadas são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos.

Portal Brasil - http://www.brasil.gov.br/
17/03/2017
Brasil somara 16 sitios em lista internacional de protecao de areas umidas

Três unidades de conservação, administradas pelo ICMBio, serão incluídas à Lista de Ramsar, que já reconhece 13 áreas nacionais

O Brasil contará, agora, com 16 sítios de Ramsar, que são zonas úmidas de Importância Internacional. Três novas propostas de áreas aprovadas pelo País junto à Convenção sobre Zonas Úmidas de Importância Internacional, sediada na Suíça, serão somadas com outros 13 espaços delimitados já reconhecidos.

A lista conta com o Parque Nacional de Anavilhanas (AM), o Parque Nacional do Viruá (RR) e a Estação Ecológica do Taim (RS) - unidades de conservação (UCs) geridas pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

O anúncio oficial será feito durante as celebrações do Dia Mundial da Água, em 22 de março. A certificação ocorrerá ainda no primeiro semestre de 2017, em data a definir.

Zonas úmidas

A Convenção sobre Zonas Úmidas de Importância Internacional, mais conhecida como Convenção de Ramsar, estabelece marcos para ações nacionais e para a cooperação entre países com o objetivo de promover a conservação e o uso racional de áreas úmidas no mundo. Essa iniciativa está fundamentada no reconhecimento, pelos países, da importância ecológica e do valor social, econômico, cultural, científico e recreativo de tais áreas.

O presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski, considera as áreas úmidas muito importantes pela sua biodiversidade e, sobretudo, pelos importantíssimos serviços dos ecossistemas que elas prestam.

"As unidades de conservação são a melhor forma de conservar os ecossistemas e prestar esses serviços à sociedade e, por isso, devem ser reconhecidas e prestigiadas", ressalta.

Segundo Soavinski, o reconhecimento de uma convenção internacional, como a de Ramsar, agora também para os parques nacionais de Anavilhanas e do Viruá e para a Estação Ecológica do Taim, valoriza os esforços feitos pelo Brasil e promove interações internacionais de aprendizado que permitem a melhoria da gestão feita pelo ICMBio.

Convenção

Desde sua adesão à convenção, em 1996, o Brasil promoveu a inclusão de 16 unidades de conservação à Lista de Ramsar, o que permite a obtenção de apoio internacional para desenvolvimento de pesquisas, o acesso a fundos internacionais para financiamento de projetos e a criação de um cenário favorável à cooperação internacional.

Em contrapartida, o Brasil assume o compromisso de manter as características ecológicas dos sítios - os elementos da biodiversidade e os processos que os mantêm - e deve atribuir prioridade para sua consolidação diante de outras áreas protegidas, conforme previsto no Plano Estratégico Nacional de Áreas Protegidas.

http://www.brasil.gov.br/meio-ambiente/2017/03/brasil-somara-16-sitios-e...